Cerca de 100 pessoas ainda são reféns no Bataclan em ataque na França



Agências de notícias internacionais informam que ainda há cerca de 100 reféns na casa de espetáculos Bataclan, um dos locais onde houve ataques terroristas em Paris na noite de hoje (13). Foram três tiroteios e uma explosão em pontos diferentes da capital francesa. A polícia confirmou, até agora, a morte de 40 pessoas.

Um jornalista que estava no Bataclan disse que os terroristas dispararam “com armas automáticas de tipo Kalachnikov [rifle de assalto semi ou totalmente automático de fabricação russa conhecido como AK-47] ao acaso sobre a multidão” por um tempo entre dez e quinze minutos.

Ele disse que “os terroristas tiveram tempo de recarregar as armas pelo menos por três vezes”, que “não estavam mascarados, estavam senhores de si e eram muito jovens”.

A prefeitura de Paris pediu que os moradores da cidades não saiam às ruas, aconselhando que fiquem em casa, no trabalho ou na residência de amigos. O presidente da França, François Hollande, determinou hoje (13) o fechamento das fronteiras do país.

* Com agências internacionais