Postos de saúde prestam atendimento nos ensaios das escolas de samba no Rio



Os ensaios técnicos das escolas de samba do Rio que começam hoje (15) no Sambódromo da Marquês de Sapucaí já contam com o esquema especial que a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) montou para o atendimento médico e de fiscalização sanitária.Os postos médicos funcionarão hoje e nos dias 22, 28 e 29 deste mês e 4, 5, 11, 12, 18 e 19 de fevereiro. De acordo com a SMS, em 2016 foram atendidas 257 pessoas nos postos instalados no local dos ensaios técnicos.

Inicialmente, o esquema começa a funcionar com dois postos médicos, um na concentração e outro na Praça da Apoteose, até 28 de janeiro A partir do dia 29 até 18 de fevereiro a quantidade aumenta para três postos, incluindo um no Setor Oito. A explicação da secretaria é que nos primeiros ensaios o público costuma ser menor, com maior concentração nos dias mais próximos ao carnaval. No dia 19, quando também se apresentam as principais escolas, o número de postos sobe para seis, incluindo também os setores 2, 7 e 11.

Equipes

Também haverá aumento de profissionais nos postos, de acordo com a quantidade de espectadores. Nos três primeiros dias de ensaios, serão oito médicos, dois enfermeiros e oito técnicos de enfermagem. Nos seis ensaios seguintes passam a ser 11 médicos, quatro enfermeiros e 11 técnicos de enfermagem. O maior número de profissionais (49) terá lugar no último dia de ensaios, com 22 médicos, sete enfermeiros e 20 técnicos de enfermagem.

O horário de atendimento dos postos começa às 17h30 e vai até o fim dos ensaios. Os postos têm leitos de observação e podem fazer o primeiro atendimento e pequenos procedimentos, como curativos, sutura, hidratação. Para os casos mais delicados, haverá ambulâncias com suporte avançado, sendo três nos três primeiros dias, cinco nos seis seguintes e oito no último dia, para remoção a unidades hospitalares da rede municipal. Segundo a SMS, as transferências serão coordenadas pela Central Municipal de Regulação.

Trânsito

Por causa dos ensaios técnicos a Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio (CET-Rio) fez um esquema especial de trânsito nas ruas próximas ao Sambódromo. Até a última apresentação em fevereiro, nos sábados entre 18h e 2h e nos domingos das 16h às 2h estarão interrompidas a pista lateral da Avenida Presidente Vargas no trecho com as esquinas das ruas Carmo Neto e de Santana, bem como, na Rua Benedito Hipólito entre a Carmo Neto e o acesso à Avenida 31 de Março. Outras vias no entorno da Passarela do Samba também terão interdição, como a Rua Afonso Cavalcante e Avenida Salvador de Sá. Segundo a CET-Rio, as interdições não se aplicam aos veículos destinados a socorro e emergência.

O órgão avisou ainda que a proibição de estacionamento de veículos começou às 13h e seguirá até o fim dos ensaios de hoje, nas ruas Amoroso Lima, entre a Afonso Cavalcante e a Avenida Presidente Vargas; nas ruas Carmo Neto, Heitor Carrilho e Frei Caneca, a Heitor Carrilho e o Túnel Martim de Sá. O esquema será repetido nas outras datas de ensaios na Sapucaí.