Prefeitura evita invasão de terreno particular no bairro Campestre



Área que está fechada para obras era local usado como dormitório por moradores em situação de rua há pelo menos uma semana

Santo André, 14 de fevereiro de 2017 – A Prefeitura de Santo André, agiu rápido neste fim de semana para liberar o terreno de uma obra no bairro Campestre que vinha sendo usado por moradores em situação de rua. Localizado na esquina entre a rua das Figueiras, avenida Prestes Maia e alameda Campestre, o local estava com tapume quebrado há um tempo, possivelmente devido as fortes chuvas, o que facilitou a entrada dos moradores em situação de rua. A Prefeitura foi notificada do ocorrido e, na noite de sexta-feira (10), a equipe da secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação, com a ajuda de desforço feito pela Guarda Civil Municipal (GCM), entrou em acordo pacificamente para que desocupassem o local.

No dia 23 de janeiro a Prefeitura já havia enviado uma notificação para os proprietários do terreno para que providenciassem a manutenção do tapume. No sábado (11), depois da intervenção da Prefeitura, os responsáveis pelo terreno fecharam a obra com novos tapumes. Anteriormente, a secretaria de Saúde também já havia notificado o proprietário do espaço quanto a um possível foco de dengue.

Para o prefeito de Santo André, Paulo Serra, o trabalho em equipe entre as secretarias faz com que as ações sejam realizadas com maior eficiência e rapidez. “Com o trabalho e esforço de todas as secretarias, queremos trabalhar para melhorar todas as questões do município. Esse caso foi mais um exemplo de que em conjunto podemos ampliar nossa produtividade com a competência de nossas equipes.”

Segundo o secretário de Habitação de Desenvolvimento Urbano, Fernando Marangoni, a Prefeitura sempre se manterá atenta a esse tipo de situação. "Não vamos ficar inertes em relação a invasões, sejam elas em terrenos públicos ou particulares. Ocupação de solo é competência municipal, então a partir do momento que temos conhecimento, não podemos ficar inertes a esse tipo de situação e tomaremos as providências necessárias”, afirmou.

Mais informações à imprensa

Renan Muniz – Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. //